Caça Vazamento em Vargem Grande Paulista

  • Caça Vazamento em Vargem Grande Paulista
  • Atendimento de emergência

(11) 3951-1655

Caça Vazamento de Água em Vargem Grande Paulista, não quebre, temos a solução, localizamos o vazamento sem quebrar!

Porque escolher a Desentupidora Bairro para Caça Vazamento

A DESENTUPIDORA BAIRRO, atua no ramo de Caça Vazamentos em Vargem Grande Paulista, oferecendo os serviços 24 horas como, atuamos no mercado desde 2010, com equipamentos modernos como Geophones, frota de veículos e uma estratégia de atendimento de emergência no seu bairro. É com muita dedicação que realizamos nossos serviços cada vez mais rápido e com qualidade, Solicite agora mesmo uma visita técnica sem compromisso e comprove o nosso preço que além de parcelamento do serviço, damos garantia da execução e limpeza pós-obra.

Sabemos o quanto é incomodo ter um problema de vazamento de água, infiltração ou umidade, Nossa empresa de caça vazamento é especializada em localização de vazamentos aparentes ou ocultos. Aqui garantimos a localização do ponto exato do vazamento, utilizamos as mais modernas tecnologias como aparelhos Geofonico Digitais e Câmeras termográficas o que garante a localização do vazamento sem a necessidade de quebra.

Atendimento em Vargem Grande Paulista

Temos uma equipe de Plantão com atendimento 24 horas em Vargem Grande Paulista, para residências, comércio ou industria. Nosso deslocamento leva no máximo 40 minutos, Profissionalismo com pronto atendimento em caça vazamento.

Profissionais Qualificados

Equipe com ferramentas e equipamentos adequados para a execução do serviço de caça vazamento sem transtornos, com rapidez e qualidade.

Serviços

Tecnologia de ponta, frota completa e infraestrutura preparada para executar o serviço de caça vazamento. Conheça e confie na Desentupidora Bairro.

Caça Vazamento em Vargem Grande Paulista

Somos especializados em localização de vazamentos água, aparentes ou ocultos com métodos não destrutivos, utilizamos equipamento geofone digital identificando a origem do vazamento no ponto exato.

Atendimento de Emergência 24 horas. Temos Atendimento em toda Grande São Paulo.

Infiltramento ou Umidade

Esta com problema de infiltração ou umidade? Temos técnicos especializados em localização de infiltração ou umidade, utilizamos câmeras térmicas, aparelho de vídeo inspeção, obtenha o diagnostico correto.

Solicite uma visita técnica, e descubra a causa da infiltração ou umidade em sua parede, teto ou piso.

FAZEMOS CONTRATOS DE MANUTENÇÃO • PLANTÃO 24 HORAS

Tubulações internas com problemas e vazamentos subterrâneos são alguns dos fatores que nos fazem procurar serviços especializados de caça vazamento, para achar a origem do problema.

Caça-vazamento consiste em um exame e detecção de vazamentos em tubulações por via de ultrassom com um equipamento eletrônico. Isso pode ser realizado em encanamentos de água limpa alimentado diretamente de empresas de tratamento de água, canos da caixa de água, reservatórios subterrâneos de residências, edifícios e indústrias.

Dessa maneira, os testes podem ser feitos nos encanamentos de torneirasvaso sanitário, pontos de jardim e torneiras externas, aonde detectamos o vazamento de água no ponto exato.

Vazamento de Água, Empresa especializada em caça vazamento na Cidade de Vargem Grande Paulista SP

O serviço de Caça Vazamento também pode ser aplicado nos seguintes casos:

Linhas de Hidrante: a Desentupidora Bairro, por exemplo, possui autorização da Sabesp para realizar desentupimento em galerias de hidrantes. Nesse caso, o caça-vazamento evita obras desnecessárias para encontrar o local entupido.

Piscinas: identificar e higienizar a tubulação que abastece sua piscina. O caça-vazamento é ideal, uma vez que não será preciso quebrar a estrutura em volta da piscina, preservando assim sua área de lazer.

Sistemas de Drenagem, Esgoto e Água: Assim como nos exemplos acima, o caça-vazamento identifica o local exato do entupimento sem a necessidade de quebrar estruturas.

Caça Vazamento em Vargem Grande Paulista SP

SOBRE Vargem Grande Paulista SP

Vargem Grande Paulista é um município do estado de São Paulo, Zona Sudoeste da Região Metropolitana de São Paulo, em conformidade com a lei estadual nº 1.139, de 16 de junho de 2011[8] e, consequentemente, com o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de São Paulo (PDUI).[9]

A cidade vêm se desenvolvendo rapidamente, apesar de sua juventude. A região de Vargem Grande Paulista – que foi Bairro do Ribeirão da Vargem Grande e Distrito Raposo Tavares sob administração municipal e paroquial de Cotia – ocupa hoje uma área de 38 km², entre os quilômetro 39 e 47 da Rodovia Raposo Tavares e abriga uma população estimada em 47.013 habitantes, segundo IBGE 2013.

Por decisão popular, em plebiscito realizado em 27 de novembro de 1981 (com 96% dos Votos válidos), Vargem Grande Paulista tornou-se mais um município da Região Metropolitana de São Paulo – e, em 15 de novembro de 1982, foi eleito o primeiro prefeito vargengrandense: Elias Alves da Costa.

Teve o primeiro prefeito da história do Brasil cassado por uma câmara de vereadores, na época presidida por José Geraldo Rocha de Jesus.

Vargem Grande Paulista município de São Paulo

Saiba Mais

História

 

Vargem Grande na Karte von Ostbrasilien de Eschwege, Martius e Schwarzmann (Munique, 1831).

Datam de cerca de 6.000 anos atrás os primeiros vestígios arqueológicos localizados na região metropolitana de São Paulo. Identificado no bairro do Morumbi, o local se tratava de uma oficina lítica, onde diversos grupos ameríndios extraíam matéria-prima (sílex e arenito silicificado) para produção de ferramentas de pedra lascada[10]. De acordo com as pesquisas realizadas no local, tais ferramentas se tratavam de machados, raspadores, facas e pontas de flecha.

Quando da chegada dos primeiros colonizadores portugueses no século XVI, a região da atual Grande São Paulo era habitada pelos Guaianás (também chamados de Guaianazes ou Guaianãs)[11]. Embora durante muito tempo identificados como grupos ligados aos tupis, o fato de seu idioma pertencer ao tronco linguístico Macro-Jê faz com que sejam atualmente considerados ancestrais dos Kaingangs[12]. Com a chegada dos jesuítas à região, aldeamentos indígenas especificamente voltados para a catequese dos Guaianás, bem como de outros povos ameríndios, foram fundados nos arredores da Vila de São Paulo de Piratininga. Esse fato, aliado à escravização e mortes por doenças trazidas pelos colonizadores, bem como o deslocamento de muitos dos grupos para o interior da colônia, acabou por extinguir a presença Guaianá nessa área do planalto paulista[12].

Além dos Guaianás, também há relatos a respeito dos Carijós, a partir dos quais se deu a origem da aldeia de Koty (atual município de Cotia, do qual Vargem Grande Paulista posteriormente se emancipou). Segundo consta, o núcleo carijó teria sido formado em meados do século XVII – já durante o período colonial, portanto – por iniciativa do Coronel Antonio Vieira Tavares, fazendeiro que detinha terras naquela localidade[13].A aldeia provavelmente situava-se nas colinas entre o rio Cotia e trilhas relacionadas ao Caminho do Peabiru[14], os quais posteriormente compuseram parte do Caminho das Tropas. A localidade já era conhecida pelo plantio do trigo já na década de 1620, sendo mencionada em documentos da Câmara de São Paulo da primeira metade do século XVII[13][15].

Vargem Grande (ou seja, “várzea grande”) é um nome português antigo aplicado à várzea de vários rios por todo o Brasil. Na Freguesia de Cotia (fundada em 1723) e depois município de Cotia (fundado em 1856), Vargem Grande era o nome da região que ficava na confluência entre a várzea do atualmente denominado Ribeirão da Vargem Grande e a rota bandeirante no século XVII e rota de tropeiros que traziam muares do Paraguai nos séculos XVIII e XIX (tronco principal do antigo Caminho do Peabiru), que deu origem à Estrada São Paulo-Paraná em 1922 e à Rodovia Raposo Tavares (SP-270) em 1954. O bairro cotiano (ainda rural) de Vargem Grande, bem como o caminho dos tropeiros que, da cidade de São Paulo, passava por CotiaSão Roque e Sorocaba, rumo a Itapetininga (e, daí, ao norte do Paraná e ao Paraguai), já figuram em vários mapas do século XIX, como o de Eschwege, Martius e Schwarzmann, publicado em Munique em 1831,[16] entre a localidade de Marandatuba (a atual região da Estrada Municipal do Maracanduva) e a Serra de São Roque.

De acordo com a tradição local, as matas do já mencionado Ribeirão da Vargem Grande eram frequentadas por Dom Pedro I, o qual tinha por hábito caçar na região. De acordo com as mesmas fontes, o primeiro imperador brasileiro se hospedava com certa frequência em um casarão colonial na Estrada da Lagoa, de propriedade de Joaquim de Oliveira[17]. Embora as fontes não apresentem mais detalhes sobre o citado casarão colonial, sabe-se que este contava com uma senzala e numerosos escravos[17]. Algumas edificações históricas ainda existentes na Grande São Paulo, contudo, exemplificam como se configuravam as antigas sedes de fazendas entre os séculos XVII e XIX. É o caso do sítio do Mandú, localizado em Cotia e tombado pelo IPHAN enquanto bem federal em 1961[18], e o sítio arqueológico Calu (localizado no município de Embu), registrado no Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos em 2001[19]. Denominadas atualmente enquanto casas bandeiristas, trata-se de edificações feitas de taipa de pilão, de configuração térrea e plano retangular, tipicamente encontradas em outras localidades como nos bairros paulistanos do Butantã e Itaim-Bibi.

Do ponto de vista político, o município de Vargem Grande Paulista teve origem no distrito de Raposo Tavares, constituído com esse nome no antigo bairro do Ribeirão da Vargem Grande, do município de Cotia, pela Lei Estadual n.º 8.092, de 28 de fevereiro de 1964. Desde 1929, o distrito de Raposo Tavares era uma das regiões agrícolas do município de Cotia, abrigando parte da colônia japonesa responsável pela origem da sua fase agrícola do distrito e que até o ano de 1994 reuniu-se em torno da Cooperativa Agrícola de Cotia e depois da Cooperativa Agrícola de Vargem Grande Paulista (Coopervag).[20] Por decisão popular, em plebiscito realizado a 27 de novembro de 1981, foi deliberado o desmembramento do antigo distrito de Raposo Tavares do município de Cotia, para a constituição do novo município de Vargem Grande Paulista, oficializada pela Lei Estadual n.º 3.198, de 23 de dezembro de 1981 e recuperando o antigo nome do bairro, com provável origem no século XVIII ou mesmo XVII.[21][22]

O desmembramento de Vargem Grande Paulista foi motivado pela perspectiva de crescimento industrial na região, principal responsável pelo aumento populacional e residencial do município até o presente, em uma taxa de cerca de 2,5% ao ano, tendo saltado do 264º município mais populoso do Brasil em 1985, com com uma estimativa de 12.544 habitantes, com população de 42.997 pessoas e densidade demográfica de 1.012,10 hab/km² registradas no último censo (2010), para o 135º município mais populoso do Brasil em 2018, com uma estimativa de 51.702 habitantes.[23]

A região de Vargem Grande Paulista ocupa hoje, de acordo com o IBGE, uma área territorial de 42,489 km². A cidade está situada entre os km 39 e 47 (dos dois lados) da Rodovia Raposo Tavares (entre a Estrada de Caucaia do Alto e a Rodovia Bunjiro Nakao, SP-250), fazendo divisa com os municípios de CotiaItapevi e São Roque, sendo uma das duas principais conexões (juntamente com a Rodovia Castelo Branco) entre os municípios da Região Metropolitana de São Paulo e os municípios do Centro-Oeste Paulista, a partir de São Roque e Sorocaba.

Sobre o nosso Atendimento de Caça Vazamento em Vargem Grande Paulista

Atendimento 24 Horas em Vargem Grande Paulista

A Desentupidora Bairro conta com equipes de plantão posicionada em Vargem Grande Paulista, Zona Norte de São Paulo, agilizando no processo de atendimento de emergência.

Quanto tempo demora o atendimento?

Nossa equipe de atendimento chega ao local do chamado em até 40 minutos após a solicitação do serviço. 

O serviço tem garantia?

SIM, todo serviço executado por nossa equipe tem garantia de até 6 meses, utilizamos equipamento de última geração e fazemos o reparo se conforme aprovação do orçamento.

Qual a forma de pagamento?

Transferência Bancária, Cartão de Crédito e Boleto para Empresas. Trabalhamos com desconto se o pagamento for à vista, ou podemos parcelar nos cartões de crédito. 

(11) 3951-1655

Agende uma Visita Técnica sem Compromisso!

 
telefone desentupidora 24 horas
whatsapp desentupidora 24 horas
whatsapp desentupidora
atendimento desentupidora
telefone desentupidora
atendimento 24 horas
whatsapp desentupidora